Hidroponia – Sistema de Mecha ou Pavio

O sistema de mecha ou pavio é um dos mais simples (se não o mais simples). É um dos chamados sistemas passivos. Entende-se por sistema passivo, um sistema que não tem partes móveis. Não existe fluxo de água ou nenhuma parte que se desloca no decorrer da alimentação das plantas. Os nutrientes são atraídos até às raízes através de um pavio ou mecha de tecido. Praticamente qualquer tipo de tecido absorvente serve. Pode ser utilizado um daqueles laranjas do pó ou, se quisermos uma solução mais “limpa” (em que não envolve o rasgar de tecido) podemos comprar pavio de vela ou de lanterna a petróleo. 

1º Passo

Este sistema é muito simples e ocupa pouco espaço. Dever-se-à ter dois contentores, um para albergar uma solução com nutrientes adicionados. Como tratar da água e que nutrientes fica para uma outra publicação. No topo do contentor de água, deverá ser colocado um segundo contentor, mais pequeno, com material de cultivo. Para já fica apenas a nota que este material deverá ser inerte. Isto é, deverá ser um material que não tenha qualquer valor nutritivo para as plantas. Por isso a vulgar terra de cultivo está fora de questão.


2º Passo

Dever-se-à depois fazer pequenos furos por onde se fazem passar as mechas (ou pavios) por forma a ficarem mergulhados na água. Deverão estar mais que 60% dentro de água. No contentor de cima, enquanto está vazio, faz-se pequenos rolos do pavio e espera-se até ficarem molhados. Depois de estarem molhados (tendo a água subido por eles acima, deve-se então passar ao próximo passo. Deve refrear-se de molhar a mecha e deixa-la molhar-se sozinha. Assim fica com a certeza que está mergulhada o suficiente e que o fluxo de nutrientes está a efetuar-se corretamente.


3º Passo

O próximo passo é por as plantas no sítio. Deverá limpar as raizes de qualquer vestígio de terra. Aconselha-se água corrente mexendo o mínimo possível na raiz. Também aconselha-se a que seja de noite, sem luzes fortes que as raízes odeiam a luz. Coloca-se cada planta por cima de uma mecha, e enche-se à volta com o material de cultivo até a planta se manter direita. Aliás, o objectivo desse material de cultivo é de facto o de segurar as plantas e bloquear a luz. Não serve para muito mais neste sistema. N’outros sistemas poderá também servir para reter alguma humidade. Neste sistema, a mecha está continuamente humida.

Algumas considerações

O único problema deste sistema é a planta pedir mais nutrientes que aqueles que a mecha consegue fornecer. As plantas com maiores necessidades ou de maior porte deverão ter mais que uma mecha ou serem mudadas quando começarem a mostrar sinais de que não estão a “comer” o suficiente.

A bomba de ar que esta na figura é facultativa. No entanto é aconselhável a que haja uma boa oxigenação nas raízes. Uma vez que toda a água vem de baixo (e é a água que habitualmente leva o oxigênio até às raízes) é aconselhável ter uma fonte de oxigênio para aumentar o fluxo nas raízes.

Artigo visto em: www.hidrohortaurbana.blogspot.com.br

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *